COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

O Sistema Nacional de Avaliação de Educação Superior – SINAES – tem por finalidade o aperfeiçoamento da qualidade de educação superior, a orientação da expansão de sua oferta, o aumento permanente da sua eficácia institucional e efetividade acadêmica e social, e principalmente, a promoção do aprofundamento dos compromissos e responsabilidades sociais das IES (instituições de educação superior), por meio da valorização de sua missão pública, da promoção dos valores democráticos, do respeito à diferença e à diversidade, da afirmação da autonomia e da identidade institucional.

O SINAES promove a avaliação das instituições de educação superior, de cursos de graduação e de desempenho acadêmico de seus estudantes sob a coordenação e supervisão da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) e instituiu um novo modelo de avaliação institucional que visa a conhecer a realidade global da IES por meio de uma avaliação interna seguida de uma avaliação externa.

Realizada pelo INEP, a Avaliação Institucional tem por objetivo verificar as condições gerais de funcionamento das instituições de educação superior. Apóia-se na análise de todas as informações relativas à instituição e na verificação, in loco, realizada por uma comissão de avaliadores. Nesta visita, a comissão compara os resultados apresentados no relatório de avaliação interna e a realidade observada, entrevistando alunos, funcionários e professores para conhecer melhor a IES sob avaliação.

O Plano de Avaliação Institucional da Faculdade SENAI CETIQT abrange o escopo de atuação da instituição, nos âmbitos do ensino, pesquisa e extensão, através de um esforço conjunto que envolve administradores, professores, funcionários e alunos, bem como colaboradores externos.

A avaliação das instituições de educação superior tem por objetivo identificar o perfil e o significado da atuação de cada IES, pautando-se pelos princípios do respeito à identidade e à diversidade das instituições, bem como pela realização de auto-avaliação e de avaliação externa. A auto-avaliação constitui uma das etapas do processo avaliativo e será coordenada pela Comissão Própria de Avaliação Institucional (CPA).

As informações apuradas pela Avaliação Institucional subsidiam o Ministério da Educação nas decisões sobre credenciamento e recredenciamento das instituições de educação superior, bem como a autorização, o reconhecimento e a renovação do reconhecimento de cursos de graduação.

 

Missão Institucional

A Faculdade SENAI CETIQT tem como missão “atender à cadeia têxtil e de confecção em nível nacional, contribuindo para a melhoria de sua competitividade, através de educação para o trabalho e cidadania, pesquisa aplicada, informações e prestação de serviços tecnológicos.”

Além disso, vislumbra-se em um horizonte próximo tornar-se “centro universitário e tecnológico reconhecido no país e no exterior pela excelência na oferta de soluções para a cadeia têxtil e de confecção, considerando suas relações com outros setores econômicos, sociedade e governo, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do país.”

Diretrizes Institucionais

Pautadas nas diretrizes institucionais do SENAI, e em sua missão e objetivos estratégicos, a Faculdade SENAI CETIQT adota as seguintes diretrizes pedagógicas:

  • Oferecer cursos, programas e serviços com foco nas necessidades e expectativas da cadeia têxtil e de confecção.
  • Valorizar a experiência pregressa de alunos e professores.
  • Educar para o trabalho e para a cidadania.
  • Favorecer a educação à distância e a educação continuada.
  • Favorecer a inserção dos egressos no mercado de trabalho.

Objetivos Institucionais

A Faculdade SENAI CETIQT tem como principais objetivos:

  • Articular os projetos pedagógicos de seus cursos à consecução de sua missão.
  • Realizar um ensino fundado em concepções que alarguem as fronteiras da tecnologia e valorizem a autonomia intelectual e a competência para identificar e solucionar problemas.
  • Incentivar o trabalho de investigação científica e o desenvolvimento de atividades de extensão junto à comunidade.
  • Aperfeiçoar o sistema de planejamento de suas atividades, desenvolvendo esforços no sentido de proceder ao permanente acompanhamento e avaliação das atividades planejadas.
  • Conceber e implementar políticas de desenvolvimento de recursos humanos.
  • Aperfeiçoar sua estrutura organizacional, de forma a torná-la integrada, e mais disponível à comunidade acadêmica e à comunidade em geral, em vista a atingir os objetivos institucionais.
  • Contribuir para o avanço do conhecimento científico e tecnológico, com vistas ao desenvolvimento econômico e social das regiões onde atua, tendo em vista favorecer a inclusão social.

 

A Avaliação Institucional, norteada pela missão, pelas diretrizes e pelos objetivos institucionais, tem como principais objetivos, para refletir sobre diferentes dimensões de seu cotidiano e traçar um retrato de sua realidade:

  • Avaliar as atividades de ensino, pesquisa, extensão e suas formas de operacionalização.
  • Verificar a qualificação e as políticas de valorização do corpo docente.
  • Verificar a infra-estrutura do estabelecimento de ensino e organização institucional.
  • Conhecer e avaliar a gestão acadêmica da IES.
  • Verificar a execução do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), que contempla objetivos, metas e ações das organizações.

Constituição e Objetivo

O processo de Avaliação Interna é coordenado pela Comissão Própria de Avaliação – CPA – da Faculdade SENAI CETIQT constituída pela Portaria nº 005/2007, em 5 de setembro de 2007, e nomeada pelo Diretor Geral da Instituição, com o objetivo de:

  • Acompanhar a implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional – PDI, bem como orientar as políticas, a sistematização de procedimentos e a melhoria das atividades acadêmico-administrativas.
  • Aperfeiçoar a qualidade de ensino oferecido e da abrangência dos projetos que fortaleçam as relações da Instituição com a sociedade.
  • Manter o compromisso social da Instituição enquanto “espaço do saber” e sua contribuição na transformação da sociedade, por meio das práticas investigativas e da extensão.

Composição

A Comissão Própria de Avaliação, no seu atual exercício, é composta pelos seguintes representantes, nomeados através da Portaria nº 009/2017:

a) Representante do Corpo Técnico-Administrativo e Coordenador da CPA: Marcelo Silva Ramos;
b) Representante do Corpo Técnico-Administrativo: Milena da Conceição Almeida;
c) Representante do Corpo docente: Leonardo Monteiro de Magalhães;
d) Representante do Corpo docente: Marcelo de Souza Silva;
e) Representante do Corpo discente: Rafael Nogueira Salles;
f) Representante do Corpo discente: Priscila Maria dos Santos Spata;
g) Representante da Comunidade Têxtil e de Confecção: Diego Vaz Ferreira;
h) Representante da Comunidade Têxtil e de Confecção: Marco André Fraga.

Função

A CPA tem por função:

  • Coordenar e articular o processo interno de avaliação da instituição;
  • Organizar relatórios do processo de avaliação interna;
  • Divulgar os resultados consolidados;
  • Extrair indicativos para tomada de decisão nas diversas áreas da instituição;
  • Fazer balanço crítico do processo de avaliação;
  • Atuar com elo entre a instituição e o MEC.

Faça download da Portaria n° 12/2018.

 

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL (periodicidade bienal)

  • Funcionários;
  • Coordenadores de cursos;
  • Dirigentes.

PESQUISA DE EGRESSOS (periodicidade anual)

  • Ex-alunos.

PERFIL DE DOCENTES E DISCENTES (periodicidade bienal)

  • Alunos de graduação e do Curso Técnico;
  • Professores de graduação e do Curso Técnico.

DIAGNÓSTICO DA INSTITUIÇÃO NA ÓTICA DE DOCENTES E DISCENTES (periodicidade bienal)

  • Alunos de graduação e do Curso Técnico;
  • Professores de graduação e do Curso Técnico.

– Dimensões da Avaliação Interna:

  • Missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional
  • Ensino e Pesquisa;
  • Educação a distância;
  • Responsabilidade social;
  • Comunicação interna e externa;
  • Corpo Docente;
  • Corpo Técnico-administrativo;
  • Corpo Discente;
  • Organização e Gestão
  • Infraestrutura e recursos de apoio;
  • Planejamento e avaliação;
  • Sustentabilidade Financeira.

DIAGNÓSTICO DA INSTITUIÇÃO: NÍVEL DE SATISFAÇÃO DE DISCENTES DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E EaD (periodicidade anual, no início e/ou final do curso)

  • Alunos de pós-graduação, dos cursos de extensão e dos cursos de educação a distância;

AVALIAÇÃO DE DISCIPLINAS PELOS DISCENTES (periodicidade semestral ou ao final da disciplina/curso)

  • Alunos de graduação, do curso técnico, de pós-graduação, dos cursos de extensão e dos cursos de educação a distância.

– Dimensões da Avaliação

  • Programa e os objetivos da disciplina;
  • Recursos didáticos e da bibliografia utilizada;
  • Critérios das Avaliações;

CURSOS PRESENCIAIS:

  • Assiduidade e pontualidade do professor;
  • Clareza de exposição do professor;
  • Habilidade de relacionamento do professor;

CURSOS DE EaD:

  • Comunicação e interatividade com o professor.

Finalidade

A cada semestre letivo, os alunos de graduação e do Curso Técnico avaliam as disciplinas do período, bem como ao final de cada disciplina do curso para os alunos de pós-graduação e de cada curso de extensão ou educação a distância, conforme o caso. Os resultados coletados apresentam as seguintes finalidades:

  • Servir de instrumento de consulta para o aluno por ocasião da matrícula, propiciando uma escolha mais consciente e transparente das disciplinas e turmas que os alunos gostariam de cursar;
  • Fornecer informações para o aprimoramento para o professor, permitindo que o profissional conheça seus pontos fortes e pontos que requerem melhoria;
  • Servir de instrumento complementar para o planejamento acadêmico, gerando dados históricos para a análise do andamento das disciplinas e do desempenho docente, segundo a perspectiva do corpo discente;
  • Servir de subsídio ao processo de Avaliação Institucional.

 

Princípios gerais e objetivos da Educação Superior

Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira.

Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES

Lei nº 10.861 de 14 de abril de 2004 – Institui o Sistema de Avaliação do Ensino Superior – SINAES.

O que é o SINAES?

Criado pela Lei n° 10.861, de 14 de abril de 2004, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) é o novo instrumento de avaliação superior do MEC/INEP. Ele é formado por três componentes principais: a avaliação das instituições, dos cursos e do desempenho dos estudantes. O SINAES avaliará todos os aspectos que giram em torno desses três eixos: o ensino, a pesquisa, a extensão, a responsabilidade social, o desempenho dos alunos, a gestão da instituição, o corpo docente, as instalações e vários outros aspectos.

Os processos avaliativos serão coordenados e supervisionados pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES). A operacionalização será de responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) http://www.inep.gov.br/superior/sinaes/

Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES 

Decreto 5.262 de 03 de novembro de 2004 – Delega competência ao Ministro de Estado da Educação para designar os membros da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES.

O que é o CONAES?

Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES, órgão colegiado de coordenação e supervisão do SINAES, ao qual compete estabelecer diretrizes, critérios e estratégias para o processo de avaliação, em conformidade com suas atribuições legais de coordenação e supervisão do processo de avaliação da educação superior http://www.mec.gov.br/cne/

Decreto n. 6.303/2007 – Dispositivos do Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005 Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e o Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006 Decreto Federal n.º 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e seqüenciais no sistema federal de ensino. Delega competência ao Ministro de Estado da Educação para designar os membros da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES.

Avaliação das Instituições de Educação Superior

Portaria nº 2.051, de 9 de julho de 2004 – Regulamenta os procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído na Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004.

Portaria nº 1.264 de 17 de outubro de 2008 – Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES.

Portaria Normativa nº 40, de 12 de dezembro de 2007 – Institui o e-MEC, sistema eletrônico de fluxo de trabalho e gerenciamento de informações relativas aos processos de regulação da educação superior no sistema federal de educação.

Portaria MEC nº 398, de 03 de fevereiro de 2005 – Estabelece que compete ao Presidente do INEP normatizar, operacionalizar as ações e procedimentos referentes ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, ao Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE, à Avaliação Institucional – AI e à Avaliação dos Cursos de Graduação – ACG.

Para outras pesquisas de Legislação e Normas acesse:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12907:legislacoes&catid=70:legislacoes

O que é o INEP?

Com base na Portaria nº. 2.255, de 25 de agosto de 2003, Art. 1, O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), criado pela Lei n. 378, de 13 de janeiro de 1937, é transformado em autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, nos termos da Lei nº. 9.448, de 14 de março de 1997, alterada pela Lei nº. 10.269, de 29 de agosto de 2001. Hoje o INEP é o órgão responsável pela operacionalização dos processos coordenados pela CONAES, cabendo-lhe implementar as deliberações e proposições no âmbito da avaliação da educação superior, bem como produzir relatórios pertinentes para o parecer conclusivo a ser emitido pela CONAES que os encaminhará aos órgãos competentes.

http://www.inep.gov.br/superior/avaliacao_institucional/legislacao.htm

O que é o ENADE?

O ENADE é um dos procedimentos de avaliação do Sistema Nacional da Educação Superior (SINAES), que é integrado também pela avaliação de Cursos e das Instituições. É um instrumento destinado a avaliar o desempenho dos estudantes com relação:

a) aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação;

b) ao desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional; e 

c) ao nível de atualização dos estudantes com referência à realidade brasileira e mundial

http://www.inep.gov.br/superior/enade/

 

Sugestões ao processo de Avaliação Institucional da Faculdade SENAI CETIQT podem ser encaminhadas à Comissão Própria de Avaliação – CPA, através de nossa Central de Atendimento.

Faça download da Portaria n° 023/2017, que atualiza a constituição dos representantes da Comissão Própria de Avaliação – CPA da Faculdade SENAI CETIQT para o triênio 2015/2017.

Unidade Riachuelo

Rua Magalhães Castro 174 - Riachuelo
CEP: 20961-020 - Rio de Janeiro - RJ

Unidade Barra

Centro Empresarial Mário Henrique Simonsen
Av. das Américas 3434 - Blocos 2 e 5
Térreo - Barra da Tijuca
CEP: 22640-102 - Rio de Janeiro - RJ

+55 21 2582-1001

(Central de Atendimento - 8h às 20h)

atendimento@cetiqt.senai.br

(Central de Atendimento)

Unidade Riachuelo

Rua Magalhães Castro 174 - Riachuelo
CEP: 20961-020 - Rio de Janeiro - RJ

Unidade Barra

Centro Empresarial Mário Henrique Simonsen
Av. das Américas 3434 - Blocos 2 e 5
Térreo - Barra da Tijuca
CEP: 22640-102 - Rio de Janeiro - RJ

+55 21 2582-1001

(Central de Atendimento - 8h às 20h)

atendimento@cetiqt.senai.br

(Central de Atendimento)

© SENAI CETIQT 2017

POLÍTICA DE PRIVACIDADE