No ano de 2005, o SENAI CETIQT começa a desenhar um projeto fundamental para decifrar, entender e propor soluções para um dos maiores “enigmas” da Cadeia Produtiva Têxtil e de Confecção e, consequentemente, do varejo de Moda: o mapeamento dos corpos da população brasileira. Iniciava-se então a Pesquisa Antropométrica.

Nosso país possui uma diversidade populacional muito rica.  Não existe um padrão de corpos que seja válido para todo o território nacional. Pelo mesmo motivo, não havia uma metodologia pré-existente que fosse adequada aos objetivos do projeto.

Ao longo de dez anos, a equipe do SENAI CETIQT deparou-se com os desafios característicos de trabalhos inovadores. Nos primeiros passos, debruçou-se intensamente na busca de referenciais técnicos e acadêmicos, tanto nacionais, quanto internacionais. Esse primeiro momento fundamentou a necessidade da aquisição de um equipamento de alta tecnologia que pudesse escanear o corpo humano, fornecendo assim dados precisos para serem analisados. Desta forma, o passo seguinte foi adquirir o 3D Body Scanner da TC², o primeiro no Brasil a utilizar a tecnologia de captação de imagem por luz branca.

As medições piloto foram primordiais para criar instrumentos estatísticos e métodos próprios de análise de dados. Em 2012, começa então o início à grande fase da pesquisa de campo que percorreria todo o Brasil, mensurando em torno de 10 mil pessoas, entre 18 e 65 anos, nas cinco regiões do país, percorrendo 16 estados e 27 cidades.

A definição da meta de 10 mil corpos e do escopo do estudo foram obtidos por meio de recorte da população brasileira, das cinco regiões do país. Para potencializar seus efeitos junto à indústria, foi criado um filtro que abrangesse a faixa etária onde se encontra a maior fatia de consumidores brasileiros. Baseado em dados do IBGE, o filtro situou o target da pesquisa na faixa etária que varia entre 18 e 65 anos. Para a realização das medições foi necessário organizar um intenso e estruturado programa de treinamento para a equipe, e montar uma delicada logística para que o 3D Body Scanner pudesse viajar pelo país.

Ao final do ano de 2014, terminada a pesquisa de campo e iniciou-se o trabalho de tratamento dos 10 mil dados coletados, que se prolongou por todo o ano de 2015.

Ainda com o propósito de permitir recortes para a customização dos resultados, paralelamente às medições, foi realizada uma pesquisa sócio econômica para compreensão do comportamento e hábitos de consumo dos pesquisados. Desta maneira, a utilização desse conjunto de variáveis passa a constituir uma poderosa ferramenta para o aumento da competitividade e da produtividade da indústria brasileira de vestuário.

Autor : Sergio F. Bastos; Flávio Sabrá ; Rynaldo Anversa Rosa; Luiz Felipe F. Brito.
Local da publicação : 4th International Conference and Exhibition on 3D Body Scanning Technologies – 19 a 20 novembro de 2013, Long Beach/CA

Download: SizeBR em português

Download: SizeBR em inglês

Unidade Riachuelo

Rua Magalhães Castro 174 - Riachuelo
CEP: 20961-020 - Rio de Janeiro - RJ

Unidade Barra

Centro Empresarial Mário Henrique Simonsen
Av. das Américas 3434 - Blocos 2 e 5
Térreo - Barra da Tijuca
CEP: 22640-102 - Rio de Janeiro - RJ

+55 21 2582-1001

(Central de Atendimento - 8h às 20h)

atendimento@cetiqt.senai.br

(Central de Atendimento)

Unidade Riachuelo

Rua Magalhães Castro 174 - Riachuelo
CEP: 20961-020 - Rio de Janeiro - RJ

Unidade Barra

Centro Empresarial Mário Henrique Simonsen
Av. das Américas 3434 - Blocos 2 e 5
Térreo - Barra da Tijuca
CEP: 22640-102 - Rio de Janeiro - RJ

+55 21 2582-1001

(Central de Atendimento - 8h às 20h)

atendimento@cetiqt.senai.br

(Central de Atendimento)

© SENAI CETIQT 2017

POLÍTICA DE PRIVACIDADE